Friday, June 15, 2007

Manifesto Mudo

Pego meu giz de cera e
Rabisco, no escuro abismo da alma,
Minha mensagem indecifrável.
Quem a vir saberá do que se trata:
Meu manifesto mudo, da eterna
Luta em mim travada.
Das forças que degladiam-se, sem
Que nem eu mesmo imagine
Um vencedor. Mas sei que haverá um.
Este conquistará o espaço do Outro,
E se imporá um novo ritmo,
Uma nova cadência que me comandará,
Por inteiro.
Sinto medo e um calafrio
Percorre a minha espinha.
Olho na linha do horizonte e o que quer
Que eu veja não torna mais claro
O meu entendimento...

2 comments:

Fê... said...

qual deles eu conheço?
ficou essa dúvida agora....
bjo.

Thalita said...

Cá...

Seu giz de cera é mágico.
Seus poemas também são.

Senti sua sede...
Você está além das capacidades humanas.

Bjo