Tuesday, January 23, 2007

Exibição

Cheguei para o trabalho
Lá estava a exibição.
Eu não acreditava que
Via isso dessa forma.
Era chocante, os policiais
Ao lado como se guardassem
Apenas mais um cachorro atropelado,
Mas tava lá prá quem visse.
Estirado no chão com a marca
Quem era o seu dono e fez o dano.
Que sina triste a do pobre coitado
Ainda no pleno sentido da palavra.
Foi executado, não foi a polícia,
Pelo menos não naquela época...
Será? Xiii.
A coisa já era assim.
Pobre de mim que não desconfiava.
Que não maldava os homens da lei.
Mas o corpo ali, ainda jogado
Era exposição, para quem visse.

1 comment:

NI said...

SÓ ESTOU PASSANDO PRA DIZER QUE AMO LER SEUS POEMAS!
BJÃO...